FANDOM


Vou Voar
I'll Fly - Portuguese (Brazil)

I'll Fly - Portuguese (Brazil)

Apresentada em Obrigada pela Lembrança
Personagem(ns) Rainbow Dash
Vocalista(s) Corina Sabbas
Cidália Castro
Música por Daniel Ingram
Letra por Daniel Ingram
Cindy Morrow
Duração 2:44
Transcrição Disponível
Cronologia
Anterior
Um Lar o Castelo Será
Seguinte
Hino dos Voos Velozes
Versões internacionais

Vou Voar (I'll Fly, na versão original) é a terceira canção da quinta temporada de My Little Pony: A Amizade é Mágica, apresentada no episódio Obrigada pela Lembrança. Esta é a primeira canção solo de Rainbow Dash na série.

Letra brasileira

Rainbow and Tank in front of the Sun S5E5
[Rainbow Dash]
Se a vida te der limões
Faça limonada então
Mas a Tank é que eu ganhei
E escolhi com o coração
O inverno não vem pra Ponyville
Farei o que eu puder
Lado a lado, eu e você
Juntas pro que der e vier
Vou voar e voar
Até o fim do céu chegar
Não serei quem irá dizer
Adeus, pode apostar
Limpar o céu pra sempre
E nunca me afastar
Te dar um clima ameno assim
Pro inverno jamais chegar
Meus amigos pégasos
Que fazem o clima lá no céu
Não é bem que eu queira atrapalhar
Mas eu tenho que tentar
O inverno não vai chegar
O sol aqui eu vou segurar
Lamento por ter que ser assim
Mas a minha amiguinha precisa de mim
Sei que é errado, mas qual a importância?
Pois nada pode me parar
Vou transformar apenas o clima
E ninguém vai me desanimar
Eu vou fazer o sol brilhar
E as nuvens vou limpar, pra assim você ficar
Vou voar e voar
Até o fim do céu chegar
Não serei quem irá dizer
Adeus, pode apostar
Limpar o céu pra sempre
E nunca me afastar
Te dar um clima ameno assim
Pro inverno jamais chegar!

Letra portuguesa

Rainbow Dash
Se a vida te der limões
Faz uma limonada
A vida deu-me aqui o Tank
A decisão está tomada
Não haverá inverno em Ponyville
Transformar tudo eu vou
E ao estares ao meu lado
Eu sozinha nunca estou
Lá vou eu
Voarei até ao fim deste céu
Não serei eu que terá
De dizer adeus
Será céu limpo sempre
Pra nada nos separar
Manterei o tempo bem quente
Pra o inverno não começar
Aqui tomam conta do clima
E no céu criam as estações
Eu vou sabotar-vos
Desculpem, mil perdões
O inverno não chegará aqui
O calor e o sol vou manter
Lamento, póneis, que seja assim
O meu amigo precisa de mim
Eu sei que é errado mudar o clima
Mas nada me vai impedir
E em cada planície, em cada colina
Ouve, eu não vou desistir
O sol no céu irá sorrir
E as nuvens derrubarei, e o farei só para ti
Lá vou eu
Voarei até o fim deste céu
Não serei eu que terá
De dizer adeus
Será céu limpo sempre
Pra nada nos separar
Manterei o tempo bem quente
E inverno não haverá
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.